Corpo e Movimento na Educação 5

20: Psicomotricidade Relacional

 A Psicomotricidade Relacional surgiu, historicamente, num momento de luta por liberdade e mudanças na sociedade, como movimento de reação a febre dos modismos na Educação que ocasionou a uma descaracterização da prática psicomotora, levando os educadores ao reducionismo, devido à falta de formação dos profissionais que viam na psicomotricidade a solução nos casos de dificuldades de aprendizagem dos alunos.

Nesta nova proposta, o corpo do prazer trabalha a afetividade do indivíduo, com a clara a recusa a qualquer forma de exercício estruturado o que evitaria possíveis distúrbios emocionais. A prática relacional deve induzir a criança ou o adulto a agir de forma prazerosa e espontânea e que valorize toda e qualquer expressividade do corpo.

Não se trata, porém de apenas deixar a criança fazer o que quer, por isso, torna-se necessário preparar adequadamente os profissionais para lidar com a nova realidade, devem se submeter a determinados princípios relacionados às práticas relacionais, a fim de que suas ações não caiam no vazio fazendo que a psicomotricidade seja sinônimo de deixar a criança apenas fazer “bagunça”.

Ainda segundo seus teóricos, as relações humanas parte da ambivalência de dois desejos: o fusional e o desejo de identidade. O primeiro baseia-se na concepção psicanalítica de que na vida intra uterina vivemos em plenitude total, sem qualquer frustração ou trauma. A partir do nascimento ocorre o trauma e a criança recebe uma enorme gama de estímulos externos mas ocorre no ser humano uma enorme sensação de perda ou mutilação, portanto ficamos suscetíveis ao corpo do outro.

Portanto, dois princípios: o da identidade e o da fusionalidade. O primeiro ocorre por contraposição e o segundo mergulha no estado regressivo , onde trazemos à tona lembranças inconscientes nas tensões de defesa. O segundo leva a ruptura, a busca da liberdade e de sua identidade.

A dinâmica relacional age sobre as relações humanas,no sentido de estabelecer uma relação mútua de trocas com simbolismo do gesto, fundamenta-se na dinâmica de aproximação e separação, uma dinâmica onde os contrastes são importantes, como dar e receber, oscilando entre dois polos para atingir a comunicação. Cabe ao professor perceber as diferentes formas de estabelecer uma relação sem fronteiras, para estimular o alcance do pensamento operatório estabelecendo assim, relações entre o cognitivo e o emocional e diminuindo tensões psíquicas para promover um melhor ajuste da personalidade. Essa ação se dá em fases a seguir:

  • inibição- distanciamento inicial

  • agressividade – adulto como símbolo da autoridade

  • domesticação – domínio sobre o adulto

  • fusionalidade – regressão na busca do prazer

  • agressividade simbólica – por necessidade de separação

  • jogo e independência – ação autônoma

Após a vivência dessas fases, abre-se o caminho para o crescimento psíquico, para o desenvolvimento do Eu. A escola não deve confundir ação preventiva com terapêutica para que a ação psicomotora seja educacional e não fique comprometida. A prevenção atua no nível psicológico e ajuda a criança a atingir com maior tranquilidade o processo cognitivo e de sua socialização. Tal ação exige do professor o desenvolvimento de sua criatividade, numa contínua adaptação e experimentação com a chamada “pedagogia da descoberta” que deve ocorrer por intermédio da experiência vivenciada pela criança, onde o professor precisa abrir espaços, experimentando continuamente, observando sempre o nível de abstração que a criança consegue atingir.

 

Anúncios

Obrigada por seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s