Corpo e Movimento em Educação 4

19: Psicomotricidade educacional

A aula em questão destaca a importância da educação para garantir determinadas aquisições básicas e apesar de não ser terapêutica, manifesta, também, um caráter de cura. Distúrbios da aprendizagem podem se apresentar, no plano da carência de estímulos, experiências, afetos, podendo ser plenamente resolvidos no âmbito das ações educativas. A prática psicomotora educativa deve ser entendida como um procedimento corporal que se dá no âmbito estritamente educacional.

O programa educacional deve fundamentar-se na capacidade de representação mental, e não nas possibilidades funcionais (força física). Quando o educador se apoia nas possibilidades funcionais (dificuldades de ordem motora, usando o exemplo da paralisia cerebral), estará utilizando técnicas reeducativas.

Vários pesquisadores estudaram sobre o uso de técnicas educativas relacionadas a psicomotricidade especialmente relacionadas as técnicas do controle mental da expressão motora e atentam para a importância do conhecimento do desenvolvimento infantil para tais técnicas que não devem ser aplicadas subestimando ou rotulando o nível psicomotor da criança. O educador deve fundamentar-se na capacidade de representação mental e não nas habilidades motoras do educando. As representações mentais são de suma importância na aprendizagem e ocorrem quando a criança possui a liberdade de movimentar-se com habilidade baseando-se em algo que já vivenciou.

A educação psicomotora não deve preocupar-se com os distúrbios psicomotores e sim com a maturação psicológica, que até os 07 anos ela deve adquirir maior capacidade adaptativa, ela vai usar menos a ação e o movimento para mobilizar o pensamento com maior capacidade de abstração.

Para Vayer, as técnicas inicialmente criadas para atender às crianças com deficiência mental seriam eficazes, também, para a prevenção do controle mental dos movimentos nas crianças em geral para seu processo de aprendizagem.

A educação psicomotora é mais uma possibilidade de oferecer recursos à adaptação e ao desenvolvimento infantil possibilitando uma formação plena. O autor faz uma crítica a forma como professores de Educação Física e psicomotricistas, fazem de suas disciplinas entidades distintas, pois ela deve estar inserida em todo o currículo.

Vayer defende ainda o princípio da autonomia porque esta permite a auto-organização e dinâmica dos grupos de crianças, facilitando as relações.

Para levar a criança a descobrir seu próprio corpo e promover toda a comunicação consigo e com o mundo é necessário que ela possua liberdade e não que receba modelos predeterminados impostos. Deve-se centrar sua ação sobre a descoberta do corpo, com possibilidades que ocorram pelo desenvolvimento do esquema corporal, levando ao equilíbrio psico afetivo por meio da modulação da tonicidade corporal.

Le Boulch propõe o auto ajustamento permanente da motricidade, onde a ausência de rigidez permite facilitar e enriquecer o movimento. Para ele, tem-se três fases na aprendizagem:

  • exploratória global

  • de dissociação

  • exploratória

O autor ressalta que a própria prática e a exploração pessoal tornam possível compreender uma situação nova, o que vai caracterizar a psicocinética. Valoriza que o indivíduo deve viver suas próprias experiências e encontrar, as adaptações necessárias ao sucesso de seu aprendizado recorrendo a tentativas de acertos e de erros.

O educador deve acompanhar o aluno, e não resolver os problemas por ele, para não criar estereótipos rígidos, impedindo o seu progresso e para isso deve modificar sempre as condições de execução de uma mesma tarefa, pois o exercício não é um fim, e sim um meio para se chegar à aprendizagem. Devemos saber aceitar o “erro” que corresponde a uma inadequação e não ao fracasso.

Obrigada por seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s