Corpo e Movimento em Educação 1

16: A Aprendizagem Psicomotora

Para que se obtenha uma ampla visão da atuação da psicomotricidade no desenvolvimento da aprendizagem, faz-se necessário enfocar a consciência corporal, que desencadeia a atenção e que engloba os demais domínios do conhecimento (afetivo e cognitivo).

Ao definir aprendizagem como processo de transformação que implica em evolução, não podemos deixar de considerar a importância do movimento, das representações espaciais realizadas pelos indivíduos em qualquer atividade, até mesmo nos cálculos matemáticos.

Os conteúdos curriculares são sempre avaliados considerando-se os objetivos de ordem afetiva, cognitiva e psicomotores. Esse tripé deve estar em harmonia para que a aprendizagem se processe de forma equilibrada. Tal tripé representa um triângulo de vértices iguais, ou seja, de mesma grandeza.

As ações motoras e psíquicas conectam corpo e mente de forma indissociável na aprendizagem. As etapas do desenvolvimento infantil colabora para que, segundo Wallon (1975) a criança atinja o Estádio de Representação – onde apesar de conflitos entre a inteligencia espacial e discursiva – surge a capacidade de abstração.

Os estádios iniciais seriam o sensório-motor e o projetivo. O primeiro se estende do nascimento até o início da linguagem e o segundo a partir da linguagem até o indivíduo adquirir independência em relação aos objetos.

Na etapa da representação, fatores como memória, atenção e pensamento atingem complexidade através da linguagem, que também se projeta de acordo com o meio psicossocial. Para que o indivíduo atinja esta etapa é imprescindível a integração do tripé cognitivo, afetivo e psicomotor.

A importância da memória para a construção dos mecanismos da aprendizagem, enriquecendo o domínio do conhecimento e a afetividade é o ponto de equilíbrio da passagem do ato ao pensamento, ou seja, da ação à ideia.

Segundo Vygotsky, palavra e pensamento são interdependentes porque refletem a percepção, que é a consciência humana. A reorganização dos processos mentais leva á aquisição do sistema linguístico. Tal interação do corpo-psiquismo ocorre, por exemplo, ter que identificar nomes e partes de determinado organismo ou mesmo em mapas. Esse é o caminho para a abstração.

O chamado Gestalt das práticas psicomotoras – isto é, a configuração total para operacionalização da percepção e resposta aos estímulos do meio. A psicomotricidade visa, portanto, a estruturação da consciência corporal que ocorre de acordo com a personalidade de cada um, como um sistema expressivo que representa o indivíduo. Conclui-se que a psicomotricidade atua de forma significativa na formação da a partir da somatognosia, ou a imagem que cada um tem de si mesmo, de seu próprio corpo, interagindo em movimento com seu meio numa relação dialética da ideia com a ação ou movimento. A prática psicomotora deve favorecer de forma construtiva o desenvolvimento e a aprendizagem para que o indivíduo tenha acesso amplo ao mundo simbólico e consiga organizar sua personalidade.

Brincar é mover-se no espaço interagindo com ele.

Anúncios

Obrigada por seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s