Rotina e Flexibilidade no Trabalho

Compreendendo… por que esta imagem anda cada vez mais rara, não só no Brasil, em todo o mundo??? O que nossos alunos encontrarão ao sair da escola?

Seguindo a idéia de postar os estudos deste semestre, começamos por Educação e Trabalho:

De acordo com o autor, podemos encontrar características do fordismo no mercado de trabalho atual, principalmente no setor informal e no setor de serviços.

Na atual fase do capitalismo, a indústria vive a transição da produção em massa, nos moldes de produção fordista, para uma produção flexível, originado no chamado toyotismo. Neste novo modo de produção, o trabalhador torna-se multifuncional, necessitando de maior especialização e escolaridade.

Não há mais a rígida separação entre aquele que pensa e o que executa. Como consequência, temos a diminuição da oferta de emprego formal, gerando autos índices de desemprego e maior incidência do trabalho informal, além da clara expansão do setor de serviços. Com a inovação tecnológica e crescente fluxo de informação, as pessoas precisam de permanente atualização para execução de múltiplas competências.

A presença de algumas características do modelo fordista é exemplificada pelo autor em duas atividades produtivas distintas: no estilo McDonald’s de funcionamento de suas lojas e na venda de doces e balas no setor informal, presente nos sinais das ruas dos grandes centros urbanos no Brasil.

O ritmo acelerado do modo de vida do indivíduo contemporâneo, seja qual for a sua área de atuação, me parece um fator primordial para esta homogeneidade e rotina na prestação dos serviços, pois na maior parte das vezes, o consumidor necessita de rapidez e eficiência no atendimento. Ficamos cada vez mais exigentes e apressados!

Concluindo, somos engrenagens de um sistema cada vez mais complexo, onde a multiplicidade de tarefas, o excesso e velocidade das informações exigem um aproveitamento cada vez maior de nosso tempo diário.

FRAGA, Alexandre. Da rotina à flexibilidade: análise das características do fordismo fora da indústria. Revista Habitus: revista eletrônica dos alunos de graduação em Ciências Sociais – IFCS/UFRJ, Rio de Janeiro, v.3,n.1,p.36-43,30 mar.2006. Anual. Disponível em: www.habitus.ifcs.ufrj.br

Um comentário sobre “Rotina e Flexibilidade no Trabalho

Obrigada por seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s