Fazendo algo… A ESCOLA PÚBLICA NÃO É UMA PRIVADA!

Este post trata de um convite. Ou ainda do lançamento de uma semente…
Muito se tem falado das políticas de valorização da escola pública. Muito se fala, muita gente fala, muito político ganha voto, muita gente com boas intenções, outras nem tanto, mas no geral, pouca coisa mudou.
A pergunta básica é: Quem são os maiores interessados em ter uma escola pública que atinja os principais objetivos de qualquer instituição educacional?
A resposta deveria ser: os pais e os educadores.
Acredito que interesse a toda a sociedade, mas os beneficiados mais diretamente serão estes dois grupos.
Quando criança, ao menos uma vez nos fizemos a célebre pergunta: “O que vou ser quando crescer? Se respondi professor sempre aparece alguém aqui que diz: Ah coitado!
Até o grande Chico Anísio teve inspiração para criar seu grande personagem…
A valorização da escola pública é a valorização do professor. Enquanto isto não ocorrer, nada mudará.
Nossa idéia inicial é atingir os seguintes objetivos:

  • Atrair a opinião pública através dos meios de comunicação, principalmente utilizando os recursos da internet, para mobilizar e reunir parceiros, como organizações não governamentais e entidades realmente comprometidas com a qualidade da educação brasileira.
  • Levantar e debater as principais e reais dificuldades enfrentadas pelos professores e diretores independente da esfera administrativa e filiação político partidária, através de amplo debate.
  • Criar um grupo de apoio e atendimento aos docentes e aos alunos e pais, criando sugestões, administrando conflitos, orientando na busca de possíveis soluções.
  • Estimular a participação de todos envolvidos com a Educação no país.

Pode parecer utopia, mas se analisarmos a possibilidade deste movimento tornar-se numa primeira fase um comitê e posteriormente uma entidade ou ONG sem fins lucrativos, ou uma Associação que defenda os direitos de todos os profissionais da Educação, nos moldes de associações já existentes em outras categorias profissionais, visto que nossa categoria não possui, exceto os sindicatos, nenhum órgão verdadeiramente de grande porte e em nível nacional.

A idéia está lançada… ousada?….utópica? … deixo para cada um analisar. Obviamente, isto só será possível se um grande número de ousados, utópicos e sonhadores estiverem dispostos a embarcar nesta viagem. O máximo que pode ocorrer é não surtir grande efeito, mas podemos juntos ao menos, como diz o Prof. Moran… INCOMODAR!

Responda a enquete ao lado, e caso sua resposta seja afirmativa, envie, através do comentário deste post um endereço de e-mail para que, em breve organizemos um grupo inicial.

Anúncios

Obrigada por seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s