Todo dia da MULHER

POEMA MULHER

O poema é como um corpo de mulher.

Há-de ser suave,
leve, belo.
Há-de possuir
pontos sensíveis,
em que um simples toque
o faça vibrar

Há-de ser forte
e delicado,
flexível,
mas inquebrável.

Para alguns é impenetrável.
Para alguém especial,
é aberto, transparente, claro.

Aníbal Albuquerque – escritor, jornalista,
professor universitário,brasileiro de MG
fonte:http://vozdoseven.weblog.com.pt/arquivos/184951.html

Obrigada por seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s